segunda-feira, 13 de maio de 2013

Notícias fictícias que até poderiam ser reais (I)

De acordo com o porta-voz Zurro do Carlos, o PS considera que os quase licenciados pelas novas oportunidades são os mais aptos profissionais de Portugal, e que o programa foi de extrema utilidade para o país.

O PS apresenta na sua comunicação o que escreve, numa mensagem por via eletrónica, um dos graduados:

sou quase-Licençiado nível 5 em Téc.de Sekretariado tive de ter muitas aulas de PortuguÊS pra vida e de datilografia 2º novo acordo. e como sabem voçês bem tenho muitas competências para o marcado de trabalho como dis o setôr lá nas aulas peço que me deiem uma oprotunidade para puder pruvar o meu valor, obrigado e tenham muitas felicidades

de gajomagano92@hotmail.com

Quando perguntado acerca da ubiquidade e persistência dos erros de pontuação, ortografia e de sintaxe da mensagem, o porta-voz pediu uma pausa. Após retornar, alguns minutos depois, com um dicionário na mão, retorquiu: «Como viu, o nosso exemplar formando mostrou as suas competências avançadas no domínio da criptografia».

Quando insistimos que «criptografia» é um neologismo bacoco para «cifragem», o porta-voz mostrou-se estupefacto e voltou ao dicionário. Visivelmente embaraçado, mudou de assunto.